DESCRIÇÃO DOS ELEMENTOS DECORATIVOS DA SALA DE MÚSICA DO PALÁCIO CRUZ E SOUSA

  • Bárbara Duarte Villanova Faculdade CESUSC
  • Simone Faro Classo Faculdade CESUSC
  • Paola Beatriz May Rebollar Faculdade CESUSC

Resumo

O Estado de Santa Catarina não possui amplos registros das técnicas e das estéticas usadas na construção das moradias: tanto a arquitetura, quanto os interiores catarinenses, apesar de fortemente influenciados pelo colonialismo europeu, adaptaram e construíram sua realidade a partir das possibilidades locais. Registrar esta história é uma forma de valorizar a cultura local. Contar esta história é uma estratégia para construção da autoestima e do orgulho de ser catarinense. Existem duas justificativas para a realização deste projeto. De um lado, a valorização da cultura local. No entanto, somente a aproximação com os bens culturais possibilita sua valorização. Neste sentido, percebe-se que os estudantes desconhecem os elementos constitutivos dos interiores das edificações históricas catarinenses e, portanto, não os valorizam. De outro lado, destaca-se como uma tendência contemporânea no Design e arquitetura de Interiores a utilização de edificações históricas para fins diversos, ainda que distintos daqueles para os quais foram originalmente projetados. Para que os futuros profissionais possam trabalhar nesta linha, é necessário que conheçam profundamente, tanto os materiais, quanto as técnicas construtivas utilizadas em tais edificações para que seja possível compreender seu potencial e suas limitações.
Publicado
2018-10-13
Seção
Pôsteres - Design de Interiores