A DEPARTAMENTALIZAÇÃO E A ANÁLISE DO ORGANOGRAMA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

  • Paola Boff Pigozzo Faculdade CESUSC
  • Thauane Duarte Ventura Faculdade CESUSC
  • Vanessa Brito Faculdade CESUSC
  • Monique Mallon Faculdade CESUSC

Resumo

A organização caracteriza-se por um conjunto de atividades que visam a coordenação racional e lógica do esforço coletivo. Assim, para desenvolver suas atividades, uma empresa precisa ter definida a estrutura mais adequada para sua atuação, a partir de seus objetivos e de suas estratégias. De acordo com Cury (2007, p. 183), ”a departamentalização é o processo de institucionalização de unidades organizacionais quaisquer (departamentos, divisões, seções, etc.), por meio da divisão do trabalho geral em suas funções componentes, desde as principais às mais especializadas, e/ou do grupo de atividades homogêneas”. Nesse sentido, o processo de departamentalização deve ser estruturado em torno de um processo de planejamento que leve em consideração uma série de fatores que permitam o desenho e a modelagem de uma estrutura alinhada com os objetivos organizacionais. De acordo com a Academia Person (2011), existem diversas formas para se departamentalizar uma empresa, tais como: funcional, geográfica, por clientes, por produtos, por processos, por projetos, matricial e mista. A representação gráfica da departamentalização é feita por meio da elaboração do organograma. Para Chiavenato (2001, p.251), “organograma é o gráfico que representa a estrutura formal da empresa”. Considera-se que o desenho de uma estrutura organizacional que permita às pessoas a terem clareza sobre sua posição hierárquica e quais são as suas atribuições na organização, é uma importante atividade que deve ser realizada pelos gestores que buscam eficiência e eficácia.
Publicado
2018-10-13
Como Citar
PIGOZZO, Paola Boff et al. A DEPARTAMENTALIZAÇÃO E A ANÁLISE DO ORGANOGRAMA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR. CADERNOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, [S.l.], v. 3, n. 1, out. 2018. ISSN 2526-0537. Disponível em: <http://cesuscvirtual.com.br/revistas/index.php/CIC-CESUSC/article/view/257>. Acesso em: 15 fev. 2019.