GRUPO TERAPÊUTICO: POTÊNCIA, EFEITOS E DESDOBRAMENTOS

  • Tânia Maris Grigolo Faculdade CESUSC
  • Dalila Regina Zotti Faculdade CESUSC

Resumo

A atuação de profissionais da Psicologia no campo das Políticas Públicas, em especial na Saúde, tem demonstrado a necessidade de diversos instrumentos teórico-metodológicos para (re)invenção da práxis de intervenção, que, respeitando as subjetividades, abarquem o complexo e multifacetado contexto social. O Grupo Terapêutico tem se revelado um importante meio de interlocução interdisciplinar e comunitária, potencializando o cuidado em saúde mental na atenção básica com diferentes e variadas formas de entendimento e intervenções. Este grupo iniciou, na associação de moradores do Morro das Pedras, em março 2018 para atender parte da região do sul da ilha de Florianópolis, com encontros semanais e duração de uma hora e meia. No grupo, a demanda é espontânea, dada pela fala dos sujeitos pertencentes ao grupo, o acolhimento conta com a participação ativa do grupo, mediada pela Psicóloga e estagiária. A potência de um grupo terapêutico se revela a partir dos efeitos e desdobramentos práticos na vida dos participantes, o que se percebe crescente a cada encontro. As narrativas dos integrantes anunciam os efeitos do processo compartilhado no enfrentamento das demandas da vida cotidiana, na redução dos sintomas, no fortalecimento para o enfrentamento dos problemas psicossociais. Como outros desdobramentos deste grupo se apresentam, o grupo Caminhada Terapêutica, nascido da iniciativa da estagiária com alguns dos participantes e o grupo de Biodanza, que surgiram do espaço e dos encontros do Grupo Terapêutico.
Publicado
2018-10-07
Como Citar
GRIGOLO, Tânia Maris; ZOTTI, Dalila Regina. GRUPO TERAPÊUTICO: POTÊNCIA, EFEITOS E DESDOBRAMENTOS. CADERNOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, [S.l.], v. 3, n. 1, out. 2018. ISSN 2526-0537. Disponível em: <http://cesuscvirtual.com.br/revistas/index.php/CIC-CESUSC/article/view/218>. Acesso em: 15 fev. 2019.