WRAP – PLANO DE AÇÃO PARA O BEM ESTAR E RECOVERY EM SAÚDE MENTAL

AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO DE UMA FERRAMENTA

  • Tânia Maris Grigolo Faculdade CESUSC
  • Silvana Alvim Faculdade CESUSC
  • Dalila Regina Zotti Faculdade CESUSC
  • Virgínia Vianna Faculdade CESUSC

Resumo

Em 2015 um projeto integrado de estudo, pesquisa e extensão voltado para o tema da saúde mental com orientação para a visão do recovery, foi iniciado no curso de Psicologia da Faculdade Cesusc. O objetivo central do projeto é reunir teoria e prática juntamente com os usuários do sistema de saúde, atuando como protagonistas na produção de conhecimento no campo do recovery.  Dentre os desafios do grupo, está a realização de oficinas-piloto da ferramenta WRAP (Plano de Ação para o Bem Estar e Recovery). WRAP é uma prática de cuidado da saúde, de origem norte-americana, voltada para o recovery, que tem base em evidências e que demonstra-se promissora para a realidade brasileira. A proposta da implementação do WRAP passa pelo processo de adaptação transcultural visando a produção de evidências que sustentem a prática no Brasil. Esse cuidado é necessário para evitar importações e transposições automáticas que desconheçam as diferenças sociais, econômicas, políticas e culturais envolvidas na prática (Vasconcelos, 2005).  A realização da adaptação transcultural prevê a aplicação a avaliação e discussão de resultados, em seguida a comparação com as experiências internacionais e a reorientação e ajustes da ferramenta para o contexto brasileiro. A partir dos resultados da primeira oficina-piloto foram realizadas retrotradução e redução dos textos, além da primeira mudança na estrutura da oficina para o segundo grupo, ajustados às características cognitivas e estilo de aprendizagem dos participantes. A permanente revisão nos textos e didática das oficinas, valorização da contribuição dos usuários e a experimentação cuidadosa de novas técnicas lúdicas foram sendo implantadas na terceira e quarta oficinas, sendo também devidamente examinadas e avaliadas. O processo encontra-se em fase de análise de dados quanti e qualitativos, para prosseguir com as conclusões finais. A adaptação transcultural do WRAP para o público alvo no Brasil tem revelado seu potencial e efetividade.
Publicado
2018-10-07